Professores devem ser empreendedores de gente Enxergar o que os outros não veem, agir na realidade, influenciar seus alunos para a mudança de postura, fazendo com que eles enxerguem a realidade nos seus sonhos.

Escrito por: Guilherme Carvalho

 Empreendedores são aqueles que começam algo novo, que veem o que outro não conseguem, que agem antes de todos os demais, que vão além de sonhar e realmente
conseguem mudar as coisas.

O mundo está cada vez mais demandando essas competências e os professores precisam inovar para criar atividades
dentro e fora da sala de aula para engajar os alunos. Mas como o ambiente escolar pode levar os professores para inovar? Como esses professores podem aprimorar os negócios em torno da escola? Como os estudantes podem pensar diferente dentro da escola?

Professores estão normalmente focados em preparar planos de aulas, interagir com estudantes, aprender e aplicar técnicas de ensino. Quase todas as escolas trabalham com o mesmo modelo de negócios de anos atrás. O ambiente educacional não está mudando tão rápido quanto os estudantes. Apesar de vermos algumas mudanças, a maioria são baseadas em conteúdo. A pergunta que fica é como podemos alavancar a inteligência dos professores para desenvolver o empreendedorismo dentro das escolas.

Neste cenário, o empreendedorismo precisa ser colocado como uma forma de estimular os alunos a pensarem além da informação que a escola repassa. A sala de aula não pode ser o limite do aprendizado, tão pouco os livros didáticos indicados pelos professores. A escola é pequena demais para o mundo que vivemos. Os alunos estão conectados com o mundo, isso faz parte da realidade atual. Os acontecimentos circulam por todas as redes sociais quando estes se interessam em compartilhar. Sejam vídeos bons ou ruins, encorajadores ou amedrontadores, tudo está disponível. É um mundo que precisa de empreendedores em todas as funções. As crianças, os jovens e os adultos devem ser desafiados a criar coisas novas, descobrir formas de aprender, empreender enquanto aprendem. E o papel dos professores, então, passa a ser o de empreendedores de pessoas – empreendedores de gente . Com essa visão, o professor busca enxergar o que os outros não veem, agir na realidade, influenciar seus alunos para a mudança de postura, fazendo com que eles enxerguem a realidade nos seus sonhos. Desta forma, então, o aluno deixa de ser aluno, deixa de viver longe da realidade; se transforma num empreendedor.